Quem é a equipa 3ponto14?

O nosso centro de estudos existe para apoiar os nossos alunos a atingir os melhores resultados possíveis nos seus desafios escolares. E como base desse trabalho os professores que integram a nossa equipa aceitaram o desafio de falarem um pouco da sua motivação para esta profissão que abraçam diariamente com rigor dedicação. 

 

ANA GOMES

Professora da Matemática, Físico Química e Ciências

Olá eu sou a Ana. Desde cedo percebi o quanto gostava de aprender e o quanto gostava de ensinar. Paralelamente à minha vida académica e profissional, ensinar sempre foi um interesse que se manteve até hoje. A educação de uma sociedade demonstra bem que o seu comportamento é moldado pelo que aprende e não pelo que pode fazer ou pelo que é estimulado a fazer. Acredito que ensinar é muito mais do que transmitir conhecimento. É por em prática a nossa formação, mas também as nossas vivências, a nossa empatia à forma das pessoas no seu encontro com o conhecimento. E é isto que ponho em prática com todos aqueles com quem partilho momentos de aprendizagem. Para além dos conteúdos que fazem parte da formação escolar, tento dar ferramentas para que aprendam o que podem ser capazes de fazer. Estimular a busca dos seus sonhos, sem moldes nem predefinições. A educação é demasiado poderosa, em todas as suas valências, na busca da felicidade e realização pessoal.

 

 

SOFIA RIBEIRO

Professora de Físico Química e Ciências

Escolhi a área do ensino, pois é gratificante transmitir o conhecimento às gerações mais novas. Ser professora é indicar caminhos, mas deixar que os alunos caminhem com os seus próprios pés.

 

 

SANDRA MARTINS

Professora de Biologia e Geologia

Olá, sou a Sandra. Sou professora de Biologia/Geologia. Amo o que faço, tenho enorme privilégio de trabalhar no ensino. Cada aluno torna-se um desafio pessoal onde dou e adquiro informação. “Soluções a problemas” é tudo a que me proponho na vida profissional e pessoal

 

 

FILOMENA PALHAS

Professora de Português e Francês

 “Como é que consegue ter tanta paciência?” Esta é a questão que muitas vezes ouço na sala de aula, vinda daqueles que não toleram as “ distrações” de alguns colegas mais dispersos. Eu própria me questiono sobre esta minha capacidade que nem sempre tenho noutros contextos! De facto, há que ter paciência e, principalmente, muito amor pelos alunos. Escolas, já tive muitas, até porque 20 anos no ensino, já dá para ter muitos quilómetros. Mas o que realmente fica é a relação que eu estabeleço com os meus alunos. Bem sei que nem sempre me querem ouvir a falar das regras de gramática, de um novo livro que vamos estudar, mas tento sempre que sintam que eu estou ali para eles! Vibro com as suas conquistas, impaciento-me com os seus deslizes. Rimos muito das parvoíces, mas também temos de ouvir as repreensões. Todos os dias é uma roda viva de emoções que nem sempre são fáceis de gerir. Adoro quando se lembram de mim, gritam “ stora” e procuram-me no facebook. E depois, há sempre uma história gira para contar ou um agradecimento a fazer! Conto sempre a história da minha fuga aos seis anos. Não para brincar, mas para ir para a escola. Já nessa altura de terna infância sabia que na ESCOLA eu ia ser muito FELIZ!

 

 

JOANA CARVALHO

1º ciclo  – todas as disciplinas; 2º e 3º ciclo – Matemática.

  A minha história como professora começa desde criança. Costumava brincar muito com as bonecas, tentar ensinar-lhes o melhor que sabia na altura. Sempre sonhei em ser professora, nunca tive mais nenhuma ambição profissional a não ser esta. E apesar de não ser um trabalho de sonho muitas vezes, conseguirmos ajudar os alunos, sentirmos que somos ouvidos é um dos melhores sentimentos que existe. Tento transmitir aos meus alunos para lutarem sempre por aquilo que acreditam, para nunca desistirem e para darem sempre o seu melhor. E quando damos 100% de nós aos alunos, somos sempre retribuídos de uma maneira ou de outra.

 

 

SANDRA SILVEIRA

Professora de Português e Inglês

Sempre vi a educação como a área mais importante do conhecimento e onde valeria a pena trabalhar. Nasci numa família que sempre valorizou o saber, acima do ter. Além disso, o facto de haver na família vários professores certamente me inspiraram na minha escolha.  Apaixona-me acompanhar e ajudar os meus alunos, jovens e adultos a atingir os seus objetivos. Ao longo de cerca de 20 anos de experiência como professora em diferentes níveis de ensino,  fui adquirindo estratégias variadas para ajudar os alunos a ultrapassar as suas dificuldades, sendo esta para mim a grande recompensa desta profissão. Hoje em dia há adultos que passam por mim e me cumprimentam com carinho por ter sido há 20 anos atrás sua professora. Momentos assim e o facto de aprendermos tanto ou mais do que ensinamos, fazem com que para mim, a troca que acontece num momento de “aula” seja algo mágico e muito especial, que perdura, muito além daquele momento. 

 

 

CARINA SILVA

Professora de Geografia e História

O meu nome é Carina Silva e sou professora de Geografia e de História. Desde muito pequena que sempre quis ser professora; hoje, e passados já alguns anos, ainda seria essa a minha resposta se me perguntassem o que queria ser quando fosse grande.  Acredito que o papel do professor na vida da criança/adolescente vai muito para além da sala de aula e se estende à formação da sua personalidade e no desenvolvimento pessoal, como pessoas ativas na sociedade. Aqui no 3ponto14 podes sempre contar uma professora sempre disponível para as tuas dúvidas e inquietações, sem medos sem receios. Até já!

 

 

JULIANA

Professora de Matemática, Físico Química,  Ciências, Biologia, Geologia, Economia, Estatistica

Vou começar pela metáfora “Ensinar é aprender duas vezes” de Joseph Joubert. Ao longo do meu percurso escolar foi-me transmitido pelos professores o gosto pela aprendizagem, conhecimento objetivo e subjetivo que me levou a tornar a pessoa que sou.  O gosto pela transmissão de conhecimento e pela aprendizagem é a razão do meu trabalho, quanto explicadora. A maior recompensa, no meu ponto de vista, é contribuir para a evolução social e cognitiva dos alunos e presenciar o seu sucesso escolar.

 

 

ANDREIA

Professora de Físico Química,  Ciências, Biologia, Geologia

Quando, em criança, me perguntavam o que queria ser, a resposta sempre esteve debaixo da minha língua e, por isso, não tive dúvidas do que iria ser: professora. Cheguei, em alguns momentos, a pensar de que tudo não passaria de um sonho de criança e que, se calhar, até nem gostava disso ou sequer teria jeito. No entanto, a primeira vez que ouvi “ó stôra”, deixei de ter qualquer dúvida: ensinar é o meu propósito de vida. Não é uma escolha de vida fácil, mas como quem correr não cansa, aqui estou eu, todos os dias, na tentativa de tirar dúvidas, de mostrar caminhos mais fáceis ou simplesmente de ouvir alguém dizer aquilo que está a sentir. Porque ser professor não é só ensinar a ler, ou a fazer contas, é também ensinar a crescer, ensinar a respeitar e ensinar a viver com alegria e sabedoria. Sinto que ensinar é, ao mesmo tempo, uma responsabilidade e uma honra. Porque tenho, nas minhas mãos, o futuro do país e do mundo. É isso que me dá mais gosto nesta profissão e que me faz continuar, ano após ano, mesmo que não esteja a dar aulas numa escola, mesmo que as listas de não colocados sejam intermináveis, mesmo que não haja muita gente a dizer que quer ser professor. A escola, o ensino, os alunos são e serão o meu objetivo de vida!

 

 

E é esta a equipa que está diariamente com os nossos alunos, que os apoia, incentiva, que os motiva a superarem as suas limitações e a desejarem sempre fazer mais e melhor. 

A esta equipa de profissionais fantásticos, um bem-haja e o nosso agradecimento pela vossa dedicação a carinho com os nossos alunos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *